quarta-feira, 24 de setembro de 2008

CUBA


Recentemente fiz um trabalho, o qual eu tinha que falar sobre Cuba.Sempre pesquisei muito, mas dessa vez foi prazeroso falar pra as pessoas, eu falei tanto que hoje até estou com dor de garganta.(ha!, é verdade)
Eu num sei porque, mas eu tenho uma paixão enorme por Cuba.
Devido a isso, resolvi escrever um pouco mais sobre esse país.
Eu tenho que ser realista o país é miserável.Num há nenhuma grandiosidade lá, além da história, da memória, da luta e principalmente sobrevivência.
Depois de ser um "parque de diversões" do capitalismo americano e amassar o governo ditador de Batista com a Revolução Cubana,brilhantemente vitoriosa, tendo a frente nomes como: Che Guevara e Fidel Castro,entrou em um processo de auto-destruição com o fim da bipolaridade mundial e a desistência socialista, num tinha exportação.E falhou.
Hoje se mantém entre medicina, esporte e fome.
Ah quase me esqueci da foto hipócrita que me agrada.
Repare o "Patriotismo".

"Abra um parênteses, não esqueça que independente disso eu não passo de um malandro, de um moleque do Brasil."

PASSA AMANHÃ.

4 dizeres:

Rods disse...

Que coisa. :z
Cuba é um país podre. Mas que país não é?

Camila disse...

A Ana apresentando parece que esáva contando uma história de vida dela. Nunca vi alguém apresentar trabalho com tanto gosto.

Julia disse...

Sabe o que acho de Cuba, de política, de revoluções.

Destoando completamente do assunto do post: Adoro essa frase "Passa amanhã."

E verdade. Drummond é true. Gauche desgraçado.

Caio Ramos disse...

Finalmente um assunto no qual gosto de falar...

Bom, pelo que eu penso e pelo que eu já vi, essa foto não seria uma hipocvresia, pois a sociedade cubana é patriota e muito, tanto é que se organizaram e realizaram a "grande revolução" - revolução essa que não adiantou muita coisa tanto no meio político como no meio econômico/financeiro - ei de salientar, também, que o "povo" cubano deseja que seu país sai dessa situação, porém deixo aqui a seguinte pergunta: Será que falta forças para um povo que ficou um tempo submisso e que realizou uma revolução extremamente desgastante e violenta?

Se o povo de lá não é patriota, quem diria o povo daqui!