segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Janaína


Você disse que me visita sempre por aqui e eu preciso te dizer que você era a palavra que estava faltando nos meus textos.
A palavra para terminar minhas frases.
De todos os textos que eu não escrevi, estava faltando você.
Lugares que eu não fui, sensações que eu não senti, céus que eu não enxerguei por medo de arriscar.
Me faz viver a parte mais bonita dos dias.
Espero que esse texto chegue a você.
Esse em especial é para dizer a importância que você tem dentro de mim e dentro disso aqui tudo.
A relevância que o seu amor tem na minha vida.
É com você que eu me sinto leve, breve, é com você que eu vivo melhor de mim.
E não importa o que aconteça ou para onde o vento nos leve, esse fica além do tempo para contar nossa história.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Fevereiro

Se me distraio
te atraio
Enquanto me ocupo de qualquer acaso em determinado espaço
minha cabeça te pensa.
Penso se a distração é o externo ou é o interno que te lembra. 



Eu acordo cedo, abro minha janela e deixo a cortina recortar o sol que vem e fica.
Assim bem parecido com a sua chegada, autorizada mas que me invade de um jeito bom.
Caminho pelo parque com o meu cachorro e cantarolo músicas com o seu endereço, aquele lugar entre seu cabelo e o meu rosto que me puxa mesmo sem usar as mãos.
E mesmo nos dias que eu não te vejo, se me distraio é com você que eu vou parar.
Revelo aos poucos as fotos e os frames (da cabeça) e mato a saudade de fome como prometido.
Passo as horas, os minutos, sem esquecer de lembrar.
Ouço músicas e te procuro em todas elas, ou te acho perdida em alguma playlist.
De noite quando me deito, também cedo, minha cama estica e abre seu espaço, durmo antes que você adormeça na minha cabeça.

E esse texto não tem final porque eu deixei a gente no "repeat"

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Aceito

O amor me faz melhor.
Meu sorriso cabe o tempo todo no meu rosto, meu "bom dia" sai para qualquer um. Vivo em uma cidade pequena dentro de mim, aquele pequeno quadrado dilatado onde quem reina é o amor.
O amor me deixa melhor.
Canto por todos os cantos e se antes eu cantava as meninas, hoje eu canto só para uma. E tudo isso porque eu quero, tudo isso é o que fica na minha cabeça. Primeiro e último pensamento de todos os dias e todas feiras.
O amor me leva ao mar.
Fecho os olhos e imagino meu corpo entrando desde a areia no mar do amar, enfrento ondas e me aproximo do horizonte até cobrir minha cabeça de água salgada que tem gosto doce.
Amo feito comida boa, feito comer com fome, feito dormir direto e acordar mansa. Acordar grande em uma cama pequena.
Amo feito barra de chocolate, feito fruta doce.
O amor é enorme, mas não exagero.
Me entrego do chão ao teto.
E me enxergo
tão melhor.
Tão melhor ao amor.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Janeiro 2017

"Tá tudo bem que esse amor só me faz bem"
Tudo bem ficar minutos te olhando em silêncio mas dizendo tanta coisa nesse meu peito que você aquece. Tudo bem dizer coisas bobas de tempos em tempos para te ver rir de mim, comigo, só de mim e até rir de você enquanto ri de mim. Sim, fico rindo igual boba ao seu lado.
Tudo bem deixar você me espremer de vez em quando, mesmo que a gente esteja trabalhando nesse seu vício.
Nossa, e, tudo bem mesmo, te querer todas as horas de modo que a gente se atrase para sair de casa ou se alimente de amor. "Deixa o verão pra mais tarde"
Tudo bem analisar músicas e te ouvir interpretar das mais felizes as mais tristes, eu até me emociono.
Tudo bem conversar sobre abuso, sobre ciúmes, sobre "romantização"de modo que, mutuamente, a gente troque experiências.
Tudo bem tomar nosso café contrário na sua xícara de beatlemaníca.
Tudo bem te pedir em namoro ou pra ficar comigo no meio do nosso namoro. E conversar sobre nós.
 E pensar em você e parecer uma comédia romântica ou um pagodão, pensar em você e na nossa reciprocidade e maturidade que adquirimos com as cicatrizes no peito aquecido.
Pensar que  é exatamente com você que eu quero estar e olhar, mesmo que apareça uma fanática religiosa ou um "guardinha". Pensar que nosso encaixe é tão perfeito que parece que eu te encomendei para as roteiristas das minha série.
Tudo bem até agradecer o ano de 2016 que foi horrível, mas te colocou na minha "medianeira" virtual.
Tudo bem te deixar entrar no meu coração solar e perceber, sem muita surpresa, que o seu também é.
E te amar de peito aberto se afogando nesse mar que é a gente.
Achar o céu de Minas tão incrível quanto você acha.
"Se faltar a paz, minas gerais"
Tudo bem se eu te disser que você é minha cura?
E tudo bem se dói nosso tchau eu fico imaginando o outro lado dos encontros onde a gente é só "oi, amor"

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

2016

 - toma! come da minha comida
e
me conta alguma coisa
que eu ainda não sei

Parece que tudo foi feito para me enganar. E eu deixo.
é o que eu penso nessa última terça do ano (as terças podem se inverter - Não) eu vou variando e aprendendo. Idade não diz muita coisa. Me faço jovem e velha a cada ano que passa.
Paquero garotas na orla da praia.
Depois de minutos quero ficar em casa com a minha TV, meu café e minha menina.
A gente envelhece tomando posse das coisas se apega aos objetos de valor emocional ou as músicas no ipod. Que música a gente te lembra?
Coleciono amores de uma noite só e muita saudade.

Meu corpo se desenvolve em segredo, hoje crescida, enxergo a descida do alto.



sábado, 17 de dezembro de 2016

cê tá pronta?



Você acha que sabe alguma coisa, mas não-sabe-de-nada.
Você não sabe nadar
do primeiro andar e no andar até o mar
se o mar quiser ele te leva, depois devolve
toda mexida
se o amor quiser ele te desenvolve
depois te entrega para a beira
te faz nascer de novo
aí você bebe uma água
constrói castelos de areia
guarda uma concha quebrada
e volta para o mar
toda pronta

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

perfeitos dos pés ao coração


Tipo quando a gente vicia numa música, fica na cabeça e você meio que só quer ouvir aquilo.
Não, é mais que uma música, é um artista que a gente descobre se apaixona por uma música e vai descobrindo outras músicas e álbuns, se apaixonando por letras melodias, palavras que só saem daquela boca. E quando a gente acha que conhece tudo que dava, o artista lança algo novo que te faz derreter mais e mais e entrar naquilo e a gente acompanha e cria memórias com as musicas, abre espaço na vida e deixa aquilo entrar.

É assim que eu me sinto com você.

(Só que melhor, porque além de tudo a gente gosta das mesmas músicas dos mesmos álbuns e eu fico pensando que deve ser uma sensibilidade parecida que nos aproxima)


Todos eles.