domingo, 5 de agosto de 2012

Qualquer pergunta que te faça escrever qualquer coisa.

Prólogo

Preencha o espaço em branco, escreva sobre o que pensa, sobre o que faz, do que gosta, quem conhece, coloque uma foto, CPF, RG, o que prefere, do que gosta, quem namora, quem é sua família.
Nossa vida nada mais é que espaços em brancos que a gente vive preenchendo.
Viver é preencher.
Até coração se preenche.

Epígrafe 

Ela não poderia seguir viagem
se não preenchesse a passagem.

Dedicatória
A todos aqueles que me mantém preenchida.
Aqueles que me enchem de vida.

 Capítulo I


Eu estava quase entrando no ônibus, uma viagem simples que eu faço pelo menos dois finais de semana por mês. O moço disse que eu só entraria se preenchesse a passagem com o meu nome e RG, eu preenchi e entrei. Sentei em um banco e preenchi o banco ao lado com a minha mochila.
Coloquei meus fones de ouvido e enquanto ouvia Vanguart comecei a pensar sobre como eu nada mais sou do que espaços que eu preencho. Quantos papéis em branco eles nos mandam? Quantas provas a gente escreve para não reprovar a vida? Quantas anotações nos pertencem?
Nas redes sociais existem sempre um espaço para a gente deixar um comentário, escrever status ou até inventar um verbo nosso para o sinônimo de preencher. "Twittar".
Nas ruas a gente preenche os muros altos que nos impedem de enxergar o outro lado. A gente desenha. Desenhar parece mais bonito, mas o desenho só preenche mesmo.
Na praia a gente escreve na areia o que o próximo pé pisa.
A gente preenche no lazer,
no ofício.
Preencher é um vício.

Capítulo final


Hoje o Dinamite se preenche só com isso.

2 dizeres:

Raphael Trew disse...

O que se pode esperar deste vicio?
O que todos querem, que alguém possa nos preencher.

Rodolfo Licks disse...

vazio agudo
ando meio
cheio de tudo

Paulo Leminski