sábado, 5 de novembro de 2011

Bola branca.

- Viver  e não ter a vergonha de ser feliz, nãnãnããããã...
- Você devia aprender antes de cantar.

- O bolo tá pronto?
- Acho que sim, só o tempo dele esfriar.
- Olhou pra lua hoje?
- Eu sou míope.
- Porra e não enxerga a lua? - sorriu - É cega então.
- Não, é que tô bebada também.
- Tá cheirando.
- Tô cheirando bêbada?
- Não, o bolo.
- Ah sim, é de chocolate.
(silêncio)
- Mas o que tem a lua?
- Quando eu era pequena eu subia no telhado para ficar vendo a lua e planejava modos de chegar até ela. 
- E conseguiu?
- Uma vez. Eu não vejo a lua todos os dias, sabe? Mas sei que ela está lá. Acho que é porque tem muitos prédios na frente.
- Por isso é inevitável ver a lua na beira da praia.
- Deve ser.
- Como você fez pra chegar na lua?
- De escada rolante, sem pressa de chegar, sem ansiedade
(silêncio)
- A subida é longa, mas é tão bonita que não cansa.
- É bonita e é bonita.



3 dizeres:

Contos....por Lobo Negro A disse...

adorei, consegui tocar a lua tambem

Rodolfo Licks disse...

Ana, adorei. Dei risadas até.

Rodolfo Licks disse...

Que coisa... dia 5 eu tava em Sampa prestigiando o festival Planeta Terra e o Julian Casablancas não parava de falar que a lua tava linda.