quinta-feira, 31 de março de 2011

Ordem não é regra!

De quem e pra quem sãos todas essas vogais mescladas com consoantes? Como antes. 
Sem pudor, sem rodeio, mas ciclos. Impulso viril, forte e rígido(doce). Sempre.
Começa quando o fundo branco se trai e elas me olham, se entrelaçam, acariciam.
E me batem no rosto, pescoço e vertigem.          Espaço          .
Mas é claro que não dói, eu aguento. Agora sem trema. Eu tremo.
Quentes e cuspidas com direção certa. 
Letras me abusam. Lambuzam .Ficam em mim. "Fazem de mim".
Transgredi, ou foram elas?
Letras que não sabem me evitar.
Eu não sei  o que são, só sei o que não são. Não palavra, não texto, não são ninguém.
*
Nenhuma dessas frases tem ordens, nenhuma dessas frases são ordens. Elas são letras. Apenas letras.

3 dizeres:

Rodolfo Licks disse...

Sempre o que eu preciso ler, quando preciso ler.

Marcelo V. Izquierdo disse...

Tudo muito sujo e bonito.

Bella Ventura disse...

Palavras para dizer tudo ou dizer nada.
E eu nem sabia que palavras poderiam ficar caladas! =x

Adorei (adoro sempre, até agora) !
Bejos