segunda-feira, 10 de março de 2014

O fim começou como os finais costumam começar. Só faltou amor ou nem faltou. Chegou a hora de acabar.

Não teve texto, não tenho mais vontade de escrever para você. Acho que eu não gosto do que tudo se tornou. Ainda te encaixo no meu abraço, mas não no meu texto, na minha fala. Você não traduz mais o meu sorriso. E eu nem me sinto segura o suficiente para dormir do seu lado. Não é mais o medo de você não estar ali, é não se sentir bem. Não sentir.
Tento te abraçar buscando o sentimento guardado, que me acordou por várias noites, mas não está ali.
Confesso que me causa desespero, procuro enxergar o mundo todo em você de novo, mas ele fugiu da gente.
Choro porque o sentimento acabou, vejo regressão no seu crescimento e tenho saudades de quem eu amei. Saudade do que a gente era quando se amava.
Minha tristeza não é mais por você me abandonar, mas pelo abandono do sentimento que eu tinha por você. Assim devagar, deixando meu coração cada vez mais livre.
E, nessa estrada de uma mão só, nosso amor se encaminha para o fim.


2 dizeres:

Agatha Vieira disse...

Boa noite, vi seu blog e não pude me conter em dar uma lida, curiosidade esta além do meu ser. Confesso que achei muito interessante os poucos textos que li.Beijo

Leila Ghiorzi disse...

Bah, perfeito.