terça-feira, 3 de abril de 2012

Parabéns para mim.

Hoje faço 21 anos. Por enquanto continuo a mesma, mas idade é assim mesmo, primeiro um conceito. Depois começa a pesar a idade, na responsabilidade (ou falta de), no físico, jurídico e no papel social. Ainda tenho medo de dormir em casa sozinha e chamo as pessoas para matar as baratas. Gosto do colo da minha mãe e da proteção da minha família. Já trabalho faz uns anos, isso não muda, só aumenta. Estudo ainda ou já ou sempre. Último ano de faculdade, mas não de estudo. Na dobradinha do número quatro, na acensão dos arianos, impulsivos, intensos, implicantes,... eu faço mais um ano de idade. Sou jovem ainda, carrego isso nas espinhas do rosto e na falta de experiência com o mundo, com todo mundo.
Parece hippie e clichê, mas eu quero viver de amor. Amar demais até doer. Fazer mais anos, perder tempo dormindo e colocar o dedo no melhor do bolo: a cobertura. E ser coberta do melhor. Me cobre de amor, mundo. Inspiração, conhecimento, saudade, prazeres, saúde. E, principalmente, permita que quem eu amo viva comigo até que eu os abandone. Amém.

1 dizeres:

Marcelo V. Izquierdo disse...

:) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :) :)... inifinitas alegrias ...